quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Como resolver esta crise?


Numa pequena vila e estância na costa sul da França, chove, e nada de especial acontece.

A crise sente-se.

Toda a gente deve a toda a gente, carregada de dívidas.

Subitamente, um rico turista russo, chega ao foyer do pequeno hotel local.

Pede um quarto e coloca uma nota de 100€ sobre o balcão, pede uma chave de quarto e sobe ao 3º andar para inspecionar o quarto que lhe indicaram, na condição de desistir se lhe não agradar.

O dono do hotel pega na nota de 100€ e corre ao fornecedor de carne a quem deve 100€.

O açougueiro pega no dinheiro e corre ao fornecedor de leitões a pagar 100€ que devia há algum tempo.

Este por sua vez corre ao criador de gado que lhe vendera a carne e que por sua vez corre a entregar os 100€ a uma prostituta que lhe cedera serviços a crédito.

Esta recebe os 100€ e corre ao hotel a quem devia 100€ pela utilização casual de quartos à hora para atender clientes.

Neste momento o russo rico desce à recepção e informa o dono do hotel que o quarto proposto não lhe agrada, pretende desistir e pede a devolução dos 100€. Recebe o dinheiro e sai.

Não houve neste movimento de dinheiro qualquer lucro ou valor acrescido.

Contudo, todos liquidaram as suas dívidas e estes elementos da pequena vila costeira encaram agora otimisticamente o futuro.

Dá que pensar...

Fonte: oboboonline

3 comentários:

Fatima disse...

Seus textos são sempre ótimos Ely!
bjs.

Marlene Oliveira disse...

Muito legal o texto!
Sobre o selo, de nada! :)
Obrigada por me linkar, bjs!

Olga i Carles disse...

Hola Jime

Bello mensaje.
La unión hace la fuerza.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails