sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Cilada


O amor não é a lua
iluminando o arco-íris
nem a estrela-guia
mirando o oceano

O amor não é o vinho
embebedando lençóis
nem o beijo louco
na boca úmida do dia

O amor não é a vitória
dos navios e dos barcos
nem a paz cavalgando
cavalos alados

O amor é, sobretudo
a faca no laço do laçador
O amor é, exatamente
o tiro no peito do matador

Tanussi Cardoso


tanussicardoso (página reunindo o trabalho do poeta, escritor, jornalista, advogado, crítico literário e letrista carioca, Tanussi Cardoso, que já publicou vários livros de poesia, participou de diversas coletâneas e tem trabalhos publicados no Brasil e no exterior.)

3 comentários:

Marlene Oliveira disse...

Ely, os últimos versos, contraditórios, passam a mensagem de que o amor é mesmo a colheita de uma rosa à beira do abismo...

Meu blog estará de férias! Boas festas!

Sylvia disse...

O amor tem tantas faces diferentes... Eu acho que o amor e tudo isso e muito mais! Mas ainda assim, acho o poema lindo, lindo!

Fatima disse...

Oi queridos,
vim desejar um Feliz Natal e um ano novo cheio de realizações.
Bjs.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails