sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Poema do Encontro

Orkutei.com.br


teu silêncio me protege
desse sono mastigado
desse sangue envenenado
dentro da noite ruidosa
quando viva de cansaços
os meus braços se demoram
nesse beijo mal dormido.

teu afeto me protege
dentro do dia calado
nesse suspiro suado
que vivo morta em desejo
no solfejo da agonia
que teu silêncio alto canta
bem no meio do meu peito.

teu poema me protege
desse medo do cansaço
que durmo em sonho e saudade
e me desperta a vontade
do silêncio de outra noite
sob a nota da esperança
sustenida na lembrança.

(inspirado no poema O MASTIGAR DOS AFETOS de Joaquim Moncks)

Autora: Zully Oney Teijeiro Pontet

Fonte: velhosamigos

3 comentários:

Zully disse...

Acabo de ler - pura decisão do acaso- este poema de minha autoria publicado neste espaço (a quem pertence o blog?) por alguém, cujo nome é Eli.
Fiquei entre o surpresa e o agradecida. Senti-me homenageada com a publicação.
Lamento apenas que seja justamente meu o único comentário...
Um abraço fraterno,
Zully Oney Teijeiro Pontet

Nérima disse...

Zully, como sempre, lindo! Beijos! Nérima

Jeronimo disse...

teu poema me protege
desse medo do cansaço
que durmo em sonho e saudade
e me desperta a vontade
do silêncio de outra noite
sob a nota da esperança
sustenida na lembrança.

Eu acho que vi uma gatinha... acho que vi sim...(frase do Piu-Piu)

Jeronimo

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails